Vila Cultural Junina abre festejos em comemoração aos 488 anos da cidade

Promover geração de emprego, renda, cultura e arte, mas acima de tudo, a possibilidade de integrar as famílias. Esse é a proposta da Vila Cultura Junina, espaço montado na Avenida Soares que integra o circuito do Viva Ilhéus e marca o início das comemorações do aniversário de 488 anos da cidade.

A abertura oficial ocorreu na noite do último sábado (18), com as presenças do vice-prefeito Bebeto Galvão, representando o prefeito Mário Alexandre, secretários e população geral.

vila cultural junina; são joão; ilhéus; 488 anos
Com uma ampla programação, a área cultural promete alegrar toda a comunidade e os visitantes até o dia 28 de junho. De acordo com Bebeto, a Vila Cultural representa mais uma alternativa de resgate da cultura junina e valorização dos artistas locais, constituindo-se como espaço de encontro entre as famílias.

“Estamos desenvolvendo um conjunto de ações para impulsionar a renda do nosso povo. O nosso governo chamou para si a responsabilidade de trabalhar o Viva Ilhéus na sua edição, talvez, das mais importantes, visto que a cultura e o turismo foram impactados economicamente durante dois anos. E agora retomamos as atividades com este grande evento. Mas não apenas como expressão cultural, o prefeito Mário Alexandre buscou outras alternativas para serem agregadas às festividades, como a vila gastronômica, que afirma a nossa identidade e a cultura alimentar da nossa cidade”, destacou o gestor.

Leia  Inscrições do CRAS Music Festival

Conforme Ederjúnior, secretário de Desenvolvimento Econômico e coordenador da Vila Cultural, cerca de 100 barracas foram instaladas na Vila Cultural Junina, com vista à comercialização de artesanato, bebidas e comidas típicas, entre outros produtos.

“Depois dessa pandemia de dois anos, a gente poder fazer um forró desse é maravilhoso. Eu estou gostando bastante, porque é uma renda para nossa família, para Ilhéus e para a cultura. E o povo tem que vir, vamos arrastar o pé e soltar a poeira”, disse a comerciante Tatiana Silva.

vila cultural junina; são joão; ilhéus; 488 anos
A programação de abertura da Vila Cultural Junina incluiu apresentação do Bumba Meu Boi, com o Grupo Folclórico Reisado, de Juerana, Quadrilha Junina Forró Bohana, do bairro Hernani Sá, e do Grupo de Teatro Maktub, além de shows com a Banda Cartão Postal e Roberto Santana.

“A gente não pode deixar a nossa cultura cair no esquecimento. A quadrilha junina é uma tradição centenária. Eu parabenizo o Município em poder resgatar, continuar fomentando a cultura e reunindo a comunidade para fortalecer ainda mais a tradição junina”, comentou Ciro Nonato, organizador da Quadrilha Forró Bohana