Lixo eleitoral: Quem cuida do lixo da propaganda?

O custo ambiental da propaganda eleitoral está em jogo nas pré-eleições para Candidato Municipal em Ilhéus, Bahia. Quem é o responsável pela propaganda impressa deixada no quintal do vizinho, pela poluição visual nas calçadas e pela poluição sonora de aparelhos de som com alto-falantes elétricos no meio da via pública?

Os Candidatos estão usando a velha estratégia de invadir propriedades privadas, como pátios, muros e até mesmo locais de uso social como praças, praias, para citar.

Você encontrou alguma cédula, folheto, impressão ou adesivo em seu quintal ou parede sem permissão? Você foi afetado pela poluição sonora de quem se propõe a abrir discos de funk em vias públicas? Tudo isso apoiado por quem concorre por Ilhéus… mas e as propostas?

São muitos os efeitos nocivos que este exercício não tão democrático de colocar propaganda eleitoral nas ruas ou nos espaços públicos da cidade tem sobre o nosso meio ambiente, sobre os recursos naturais e sobre a convivência social das comunidades. Uma das mais evidentes e que em muitas cidades do país que vimos durante a última campanha eleitoral, é a contaminação visual devido à colocação de faixas, mantas e cartazes no mobiliário urbano, como postes, pontes, passarelas, semáforos, etc. estradas e calçadas; isto, somado à invasão da privacidade das casas dos cidadãos abarrotadas de propaganda não solicitada.

O calor das eleições excedeu qualquer vontade e as autoridades competentes (as delegações políticas e a própria Câmara Municipal) não tiveram capacidade para se manter nos termos e margens fixados na lei. Ilhéus é uma cidade paradisíaca com uma história invejável, deveria estar seguindo os exemplos dos objetivos sustentáveis ​​das Nações Unidas, mas os candidatos insistem em fazer da cidade um lixão eleitoral.

Leia  Ilhéus completou 486 anos

Lembremos que o lixo eleitoral pode gerar impactos ambientais e interculturais que afetam diretamente a nossa saúde e o nosso dia a dia.

¿EO prefeito de Ilhéus, Marão (PSD), lidera a corrida eleitoral pelo comando do Executivo na cidade? com 34% das intenções de voto, aponta levantamento A Tarde/Potencial Pesquisa. Em seguida na preferência do eleitorado estão Valderico Junior (DEM) e Cacá (PP), ambos com 13%. Na sequência, aparecem Professor Reinaldo do Ibec (PTB) e Cosme Araújo (PDT), com 5% e 3%, respectivamente. Bernadete Souza (PSOL), João Barros (PRTB) e Roberto Barbosa (Solidariedade) têm 1%, cada. Ainda conforme a pesquisa, os indecisos são 22% e a soma dos brancos e nulos é 7%. O levantamento foi realizado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, com 600 entrevistas presenciais, das quais 500 na sede do município e 100 nos distritos.

Sabía? O lixo produzido pelo material impresso da propaganda eleitoral de 2012 poderia ser utilizado para a publicação de 20 milhões de livros escolares.

Lembre ao seu Candidato Municipal de Ilhéus que ele deve levar em consideração o meio ambiente e a propriedade privada em suas propostas eleitorais como eixo de um futuro social sustentável, igualitário, participativo e plural.